terça-feira, 9 de junho de 2015

eu queria te falar muitas coisas
e deveria me corrigir: quero
mas sempre que eu quero, eu faço
e não quero querer te falar essas coisas
ainda.

talvez não hoje, nem amanhã
talvez te falar não me traga uma mente sã
prefiro beber dos meus pensamentos turvos
do que te trazer pra perto da tempestade
que sou agora.

eu acredito que eu esteja muito errada
e bem perdida, mas existe um caminho?
se existe, deixa pra lá, benzinho
eu quero é fugir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário